Home

Artigos

Mantra do brigadista de incêncio

Postado em: 05/06/2015
Imagem Artigo

A proteção ou segurança contra incêndios de uma edificação se desenvolve em três etapas:

  • A proteção passiva, que acontece durante a elaboração dos projetos da edificação (responsabilidades dos projetistas e executantes da edificação);
  • A proteção preventiva, que acontece durante a ocupação da edificação (responsabilidades da brigada de incêndio e dos ocupantes da edificação);
  • A proteção ativa, que acontece quando ocorre um foco de fogo (responsabilidade da brigada de incêndio).

O mais importante é a prevenção para evitar um incêndio. Como esta é uma situação praticamente impossível, mais pelo fator humano, como desleixo, descuido e não dar importância para a possibilidade de um incêndio por parte dos ocupantes da edificação, então, a brigada de incêndio assume vital importância na segurança da edificação, pois é ela que deve organizar um plano de emergência de incêndio e controlar a correta ocupação da edificação de forma permanente. Para atingir os objetivos acima, o brigadista deve:

  • Conhecer o Cenário;
  • Saber operar os Equipamentos;
  • Fazer constantes Treinamentos.

Cenário:

O cenário corresponde à edificação, o pavimento, o compartimento ou setor de uma planta pelo qual a brigada de incêndio é responsável. O brigadista deve conhecer pormenorizadamente cada ambiente, os ocupantes e suas necessidades e todos os caminhos de saída da edificação, de tal forma, que sempre poderá auxiliar os ocupantes, principalmente os de maiores necessidades, e indicar para os demais o melhor caminho para sair da edificação, de acordo com a localização do foco de fogo.

Equipamentos:

Os equipamentos correspondem ao conhecimento de todos os equipamentos disponíveis na edificação, suas localizações e suas operações para o combate a um foco de fogo. Entende-se também, como responsabilidade da brigada de incêndio as inspeções, testes e manutenções que devem ser realizados, de acordo com as recomendações das normas brasileiras, para que sempre estejam em condições normais de operação.

Os equipamentos também compreendem o perfeito funcionamento de todas as instalações da edificação, como as saídas de emergência, compartimentações, sistemas de detecção, iluminação, sinalização e outros.

Treinamento:

A terceira necessidade de um brigadista é um treinamento sempre intensivo e constante. Não adianta ser brigadista se não conhece pormenorizadamente o cenário. Não adianta ser brigadista se não conhece a sinalização e não sabe operar os equipamentos de combate ao fogo. Não adianta ter brigada de incêndio numa edificação se não há um plano de emergência e nem uma estratégia de ação para uma emergência.

Por isso, todo brigadista necessita ter sempre em mente o mantra:

 

Cenário -  Equipamentos - Treinamento

Cenário -  Equipamentos - Treinamento

Cenário -  Equipamentos – Treinamento

Cenário -  Equipamentos – Treinamento

Cenário -  Equipamentos – Treinamento

Cenário -  Equipamentos - Treinamento

Seja o primeiro a comentar!